Opinião | “The Invitation”

MV5BMTkzODMwNDkzOF5BMl5BanBnXkFtZTgwNDA4NzA1ODE@._V1_SY1000_CR0,0,687,1000_AL_Realização: Karyn Kusama
Argumento:
Phil Hay, Matt Manfredi
Com: Logan Marshall-Green, Emayatzy Corinealdi, Aiden Lovekamp, Michelle Krusiec, Mike Doyle, Jordi Vilasuso, Jay Larson, Marieh Delfino, Tammy Blanchard, Michiel Huisman, Lindsay Burdge, John Carroll Lunch, Toby Huss, Danielle Camastra
Género: Terror, Thriller

Uma tragédia abala o casal formado por Will e Eden. Ambos perdem o filho pequeno e, desolada, Eden vai embora sem dar notícias.
Dois anos mais tarde, ela volta a procurar o marido, acompanhada de outro homem, e totalmente diferente de como era antes.
Durante um jantar com amigos, Eden e o novo companheiro da sua ex-mulher, Will começa a suspeitar que os visitantes têm planos sinistros contra ele.

a3108-divider2

O início lento, equiparado ao estado psicológico do personagem principal Will, é compensado nos últimos minutos do filme – cheio de acção, fuga, sangue e um pouco de terror.

Nota-se logo algo estranho quando Will e Kira são recebidos em casa – no caso de Will a sua antiga casa onde morava com a ex-mulher e o filho -, a forma demasiado calorosa por parte de David, o novo companheiro da sua ex-mulher. O ambiente é pesado porque nota-se que não há grande ligação entre eles, pelo menos naquele momento.

Will começa a ter flashbacks da sua vida naquela casa com a mulher e o seu filho ainda pequeno – uma memória em que a sua mulher se tenta matar, quando ensinou o filho a lavar as mãos, quando foi apanhado pelo filho no banho com a mulher, quando se deitava na cama do filho, etc. Nota-se que não consegue ainda lidar minimamente com a situação e sente-se mal quanto a tudo o que se passa à sua volta.

Durante o jantar, o casal Eden e David recebem um “amigo” que os introduziu a uma espécie de culto para ultrapassar a dor física e mental. Embora digam que não é uma religião e muito menos um culto, tudo leva a pensar que sim – é ainda mostrado um filme onde assistem à morte de uma mulher. Todos ficam chocados enquanto o casal defende a prática de tal situação, afirmando que é um processo normal da vida e que deve ser aceite e admirado – muito assustador da minha parte.

Will continua a desconfiar que se passa algo com o convite que todos receberam para ali estar. Este fica sempre alerta e mais ainda a partir do momento em que David tranca todas as portas de casa com a justificação de que lhes entraram em casa e agora temem que aconteça o mesmo.

Quando Will está no escritório a ver de novo um dos filmes do “culto” que foi mostrado na sala enquanto estavam todos juntos, é chamado para brindar. Will acaba por partir todos os copos afirmando que o vinho está envenenado. Apenas uma das convidadas bebe e acaba por morrer quase instantaneamente.

Começa então o terror em casa de Eden – todos tentam fugir e lutar pelas suas vidas.

Karyn Kusama faz, de novo, um grande papel como realizadora neste filme. O final é simplesmente soberbo e totalmente diferente do que eu estava à espera. Há sempre aquela desconfiança ao longo do filme por causa dos pensamentos e acções de Will mas não sabemos as dimensões por detrás de todo aquele jantar de amigos.

 Classificação: 6/10name

Anúncios

One thought on “Opinião | “The Invitation”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s